As hipercromias infraorbitárias, popularmente chamada de “olheiras”, acarretam um olhar mais cansado e de  aspecto triste, gerando grande insatisfação estética. São causadas por uma combinação de fatores, como congestão  vascular (concentração de vasos sanguíneos) e maior concentração de pigmento na pele, associadas à sua fina espessura neste local e conformação óssea individual. Concorrem para seu surgimento fatores genéticos, exposição solar, tabagismo, etilismo e privação de sono.

O tratamento das olheiras pode ser feito com peelings, laser e preenchimento, a depender da causa preponderante. O uso de medicamentos tópicos e protetor solar diariamente também são indicados. O melhor tratamento para cada caso só pode ser estabelecido após avaliação médica especializada.